Cleonice Schlieck

Não são as nossas rugas que demonstram o quanto vivemos, mas aquilo que carregamos dentro de nós...

Textos

De homens e homens
Eu queria uma canção que contemplasse
Em poucas letras a expressão de toda a verdade
Que fosse singela e bem feita
E guardasse o meu nome pra posteridade.

Logo eu vi que não achava
Palavras tão exatas e tão amplas
Que os povos mudam as verdades
De acordo com seus interesses francos.

Logo eu vi que me iludia
Que a honra é o que importa
Mas esta é tão relativa
Por isto mesmo é tão torta.

Desejei então só os princípios
Que se aprendem na primeira infância
Mas os adultos andam ocupados
E já não pode educar as crianças

E chorei como choram as tempestades
Diante do horror de se saber sem saída
Neste mundo de valores relativos
É muito longa a nossa vida

Só então soube do amor divino
E de Cristo o amor
A minha vida toda fez sentido
E louvarei eternamente meu Senhor

Encontrei um nome singelo que continha
Toda a verdade eternamente
E creio nele, no seu nome sagrado
Ficando meu nome em seu livro para todo o sempre.

E se isso te parece muito ingênuo
Os valores de Deus são diferentes
Para os homens o sagrado é mentira
Mas eu sei que meu Senhor não mente.

O que pesa de fato para os homens
Nada vale ao nosso criador
Os pesos divinos são outros
E eu prefiro a verdade do Senhor.
Cleonice Schlieck
Enviado por Cleonice Schlieck em 09/04/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras