Cleonice Schlieck

Não são as nossas rugas que demonstram o quanto vivemos, mas aquilo que carregamos dentro de nós...

Textos

Poesia da vida

Tiro uma coloco duas
“Eu tenho pedras nos sapatos”
Saio de uma esquina entro em outra
Eu sou sempre o “pato”
Os meus calos me incomodam
Tenho calos toda a vida
E só levo porrada
Da chegada até a saída
São os calos são as pedras
Só o amor pra me salvar
Dessa loucura desse tédio
Dessa escuridão a dominar
Para os calos para as pedras
A poesia pra me guiar
A música e a arte
Me tirando pra dançar
Tiro uma coloco duas
“Eu tenho pedras nos sapatos”
Pra cada tombo que levo
A poesia me põe pro alto.
Cleonice Schlieck
Enviado por Cleonice Schlieck em 12/05/2020
Alterado em 12/05/2020


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras